Silas Malafaia dançando funk

O site Filhos de Ezequiel tem um novo colaborador, trata-se de Paulo Sérgio Lários. Lários se define como cristão protestante e aficionado de ficção. Lários tem um estilo livre, informal, de leitura facilmente compreendida. Ele transita com desenvoltura nos mais diversos temas da vida cristã, desde questões envolvendo a vida cotidiana a estudos e comentários bíblicos. A colaboração do Paulo vem para somar, dar mais brilhantismo ao Filhos de Ezequiel. Leia agora Silas Malafaia dançando funk.

Outro dia estava mudando de canal, e acabei vendo um pouco do programa do Silas Malafaia. Malafaia contou que foi ao casamento de um membro da sua igreja e lá chegando havia musicas que não eram evangélicas.

Quer dizer, havia musicas mundanas – na maneira depreciativa que alguns falam – e o Silas Malafaia assim que entrou na festa, já chamou a esposa para irem embora.

Essa atitude parece exagerada, pois existem muitas elaborações culturais no mundo, que são belíssimas, como filmes quadros, esculturas e musicas.

A programação multicultural da Record

O R. R. Soares vende um pacote de TV, que diz não passar nenhum conteúdo violento, ou erótico. Eu não vou dizer o nome, mas conheço um pastor que assim que saiu o pacote, assinou, para pouco tempo depois retirar. A alegação dele é que os canais eram insossos, sem sabor. (!!!)

A Record do Bispo, e da IURD, (Igreja Universal do Reino de Deus), principalmente com seus programas Realitys, apresenta o vídeo de um peão nu, e ao lado do Rei Davi, minissérie evangélica, uma imagem da novela Balacobaco, onde um casal está na cama, no mínimo em atitude suspeita.

Foi correta a atitude de Silas Malafaia

silas malafaia

Algumas coisas descritas são atitudes extremistas, como a do Pastor Silas Malafaia, que entendo perfeitamente. Algumas musicas que estão tocando por ai, tem palavras de baixo calão, desapropriadas para qualquer pessoa que tenha audição mais apurada.

Chamar o seu pastor, que tem uma igreja nacional, televisada, onde algumas musicas duvidosas estejam tocando, compromete o pastor. Com certeza algum repórter iria aparecer e dizer que o Pastor Silas Malafaia estava dançando funk num baile no casório de um irmão.

Imagino que se um dia, qualquer pastor de renome viessem a minha casa, eu não iria tocar uma musica que fosse na contramao de gosto duvidoso. A Record do Bispo tem um problemão no site e na TV. Não se decidiram ainda que apito tocar. Imagino que os membros da Universal devem ficar horrorizados com a grade da Record, com filmes violentos, novelas duvidosas e programas de reality show, que só denigrem a televisão brasileira. È lógico que esse problema da Record, vai a um nível maior do que eu: Deus.

Aos membros da Universal, o que a Record faz, não deve ser algo que os desanime, pois sabemos que a Universal e o Bispo, não tem o poder absoluto sobre A Record. Ai eu digo: porque não fazem como o R. R. Soares e compram um canal proceís? De qualquer maneira: Davi e o peão nu, não se combinam. Beteseba e o casal agarrado na cama, lado a lado, é outro disparate.

Temas Relacionado:

O que vemos na mídia deve nos chamar a atenção também, como discípulos de Cristo e igreja. Estamos chamando pastores, ou irmãos decididos a irem para o céu, ou para nossas festas funk? E qual parte da TV estamos assistindo, a dos realitys, ou a dos Davis da vida?

Paulo Sérgio Lários

Paulo Sérgio é Presbitero, tecnico de informática e escritor

Silas Malafaia dançando funk

Tempo de leitura: 3 min