Quem escreveu a Bíblia, católicos ou evangélicos

Um dos assuntos mais polêmicos entre grupos religiosos, a dúvida sobre quem escreveu a Bíblia. O livro sagrado lido e seguido por católicos e interpretado pelos evangélicos de acordo com suas vertentes. Historiadores e especialistas nessa obra religiosa afirmam que As Escrituras Sagradas são resultado da escrita de vários autores, de modo que, até determinado período, era bastante comum atribuir a autoria dos textos a apóstolos e à própria figura de Jesus Cristo.

Os católicos e evangélicos afirmam que, apesar de os textos e livros terem sido escritos por homens, a inspiração e conteúdo dos textos são resultados de aparições divinas. Sendo assim, a Bíblia foi escrita por Deus, indiretamente. Judeus, protestantes e católicos utilizam a mesma Bíblia para pregarem suas palavras e ensinamentos.

Cada uma dessas religiões tem uma abordagem diferenciada, assim como as ações de seus fieis, de acordo com o modo que os ensinamentos são passados.

Já os evangélicos utilizam uma parte da Bíblia que exclui alguns livros que ainda são presentes para os católicos. De qualquer maneira, o foco e o modo como os ensinamentos são passados são únicos para cada religião.

Os evangélicos têm um modo diferenciado e único de praticar a religião, assim como os católicos. Protestantes e judeus também prezam pelos seus próprios costumes, que foram desenvolvidos e mantiveram relação direta com seus fieis desde o momento da criação das palavras escritas no livro sagrado.

Quem escreveu a Bíblia?

Quem escreveu a Bíblia

Independentemente do que algumas religiões ou cientistas afirmam, a dúvida e as discussões sobre esse assunto permanecem vivas com o passar dos séculos. Essa é uma questão bastante visitada pelos próprios religiosos em suas leituras e pregações, de modo a prezar pelo fortalecimento da fé dos fieis sobre a religião para a qual prestam seu tempo, admiração e fé.

Além das dúvidas e mistérios que circundam a criação desse livro sagrado, permanece também a dúvida sobre o futuro da religião. Atualmente, muitas pessoas se autodenominam como sendo de fé, mas não se identificam com nenhuma religião em especial. Este fato faz com que a leitura e interesse pela Bíblia tenham tido uma diminuição considerável, mesmo entre os religiosos que assim se identificam.

A leitura da Bíblia, há alguns anos, era muito mais comum e uma prática procurada por quem se interessava por praticar qualquer religião que tivesse relação com as palavras sagradas. A pregação da palavra divina, as religiões e, inclusive, o ato de ler a Bíblia, têm se tornado ações cada vez menos procuradas pelas pessoas em geral, quando os dados são comparados com o que acontecia há alguns anos.

Temas Relacionados:

Esse movimento se dá pela facilitação da informação, incluindo a própria internet, que faz com que passagens da Bíblia e frases sejam encontradas com facilidade, assim como todo o estudo da Bíblia.

De qualquer maneira, a Bíblia permanece como um livro respeitado e sagrado tanto para as religiões que a utilizam, quanto por todos que se mantém com fé e esperança nas palavras que buscam amor e paz eterna. A fé é benéfica para todos e, com certeza, é encontrada por diferentes pessoas de diferentes maneiras.

Quem escreveu a Bíblia, católicos ou evangélicos

Tempo de leitura: 2 min