O que a Bíblia diz sobre o Ho’oponopono     

Ho’oponopono é uma antiga prática havaiana de resolução de conflitos, envolvendo reconciliação e perdão. O processo de auto cura sempre foi realizada no Havaí e nas ilhas do Pacífico Sul, incluindo Samoa, Tahiti e Nova Zelândia. O Ho’oponopono tradicionalmente é praticado por sacerdotes e mestres de cura kahuna lapaau (“Kahuna” em havaiano significa “o guardião do segredo”)

Em havaiano, Ho’o significa “causa”, e ponopono quer dizer “perfeição”, portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “acertar”.

Quando havia conflitos entre as pessoas elas se assentavam frente a frente e repetiam as 4 frases em que se sustenta o método: “Sinto muito. Por favor, me perdoe. Obrigada. Eu te amo!” Durante todo o processo um mediador auxiliava na solução dos problemas.

Acredita-se que este método é poderoso e eficaz para curar as feridas da alma. Mas o que a Bíblia diz sobre o Ho’oponopono? Há contradição entre o que diz a bíblia e este método havaiano de solução de conflitos? É o que vamos descobrir, mas antes vamos trazer mais algumas informações sobre esta prática havaiana, que tem ganhado o mundo e influenciado artistas e personalidades influentes mundo afora.

De exercício grupal, o Ho’oponopono passou a ser uma prática individual quando a terapeuta e pesquisadora kahuna Morrnah Nalamaku Simeona avaliou que o processo de cura era interno e individual. Assim, ofensor e ofendido, são dispensáveis na resolução de conflitos entre ambos, bastando a cada um praticar a meditação e fazer a limpeza interna, invocando as palavras mágicas “Sinto muito. Por favor, me perdoe. Obrigada. Eu te amo!”

Em novembro de 1982, Kahuna Morrnah, ensinou seu método de cura ao psicólogo Ihaleakala Hew Len que o aplicou a criminosos de alta periculosidade e que sofriam de distúrbios psiquiátricos. Os experimentos do Dr. Hew Len alcançaram resultados efetivos. A história é narrada em detalhes no Livro Limite Zero, de Joe Vitale e Hew Len.

Os adeptos e defensores do Ho’oponopono acreditam que o método é dos mais efetivos que existe, sustentando que é no subconsciente que reside às memórias. Então basta solicitar a Divindade para cancelar as memórias que estão se repetindo como problemas.

O que a Bíblia diz do Ho’oponopono?

Ho'oponopono

Muita gente adere a modismos ou práticas, unicamente porque um artista ou personalidade famosa deu testemunho de algo que descobriu ou então passou a praticar. Faltam as pessoas discernimento. O apreço pela personalidade é o suficiente para tomar como verdade tudo o que ela sustenta, defende, crê ou pratica.

Fuja de toda a aparência do mal. 1 Ts 5. 22

O Ho’oponopono é baseado em tradições e sustentações de que o erro de uma pessoa causa doenças. Igualmente se crê que o erro irrita os deuses atraindo entidades maléficas. Os nativos de Vanuatu, no Pacífico Sul, acreditavam que as doenças eram geralmente causadas por má conduta sexual ou então por irritação. A solução na visão deles era confessar a alguém sábio. O sigilo era que dava poder para a doença.

Em outras ilhas, incluindo os havaianos, os nativos das Ilhas Salomão e Ilhas Cook, sustentam que os conflitos familiares é que causam as doenças. A desordem social poderia trazer toda espécie de males para a terra. Em alguns lugares havia uma espécie de confessionário para os pacientes, para determinar a confissão e conseqüente cura. Tradições semelhantes são encontradas em Samoa, Tahiti e entre povos da Nova Zelândia.

Alguns pontos devemos destacar aqui do que Bíblia diz sobre o Ho’oponopono. Claro, se você procurar esta palavra nas Sagradas Escrituras, você não vai encontrar-la. A Bíblia é um livro que relata as ações de Deus, que relata o seu relacionamento com o homem. A Bíblia é um compendio de livros que registra as ações de Deus em contato com o humano.

Ela tanto mostra a integridade de caráter e santidade de Deus, como mostra o homem imperfeito. Deus estabeleceu um plano para que este homem imperfeito seja perfeito em Cristo. Tendo o Ho’oponopono uma origem nos sacerdotes e deuses pagãos, óbvio que esta informação por si só, já o coloca em conflito com o que diz a Bíblia, pelas seguintes razões:

A Bíblia condena feitiçaria e magia oculta

Oficialmente, o povo judeu no mundo antigo considerava a superstição como uma forma inferior de crença. Ela era frequentemente condenada pelos profetas, que ensinou que a única proteção segura contra o mal era a crença em um único Deus e obediência à sua vontade.

A maioria das referências à magia e bruxaria entre os livros proféticos dizem respeito a povos estrangeiros. A negação de Isaías do poder de “muitas feitiçarias e do grande poder de seus encantos” de Babilônia para salvá-la de um desastre é um exemplo. Is 47. 5-15

Cada um é responsável por seus atos

A crença de que os pecados dos pais vão recair sobre os filhos, não encontra respaldo nas Escrituras. Segundo a Bíblia, cada um é responsável por seus atos. A responsabilidade é pessoal e intransferível. Deus é amor, e este amor não anula sua justiça. O termo justiça quer dizer fazer julgamento baseado em virtude moral, praticar a justiça aplicando elementos de legalidade, igualdade e retidão.

Aplicar a justiça é a ação de julgar e atribuir a cada um o que lhe compete, segundo termos pré-estabelecidos e reconhecidos pela sociedade. Então temos a segurança de que Deus julga com eficácia, sendo justo e reto em suas decisões. Jó 33. 14-17. Rm 2. 14,15

Paulo recomendou rejeitar toda filosofia e vã sutileza

O Ho’oponopono é baseado em sutilezas, em recomendações de que se deve pedir a “Divindade”, quase sempre sem mencionar quem é esta “sumidade”. Então cada um interpreta a seu modo quem é a divindade. Paulo travou um grande combate para que os Colossenses e Laodicenses fossem fortalecidos e unidos em amor. O propósito era que eles alcançassem a riqueza do pleno entendimento e conhecerem o mistério de Deus.

Obviamente estes povos se davam a práticas estranhas a Palavra de Deus. Os falsos mestres dos dias de Paulo enganavam as pessoas com argumentos convincentes se utilizando de filosofias vãs e enganosas que estavam firmadas em tradições humanas. Interessante é que Paulo lembra aos Colossenses e Laodicenses que é em Cristo que habita corporalmente toda a plenitude da divindade. Cl 2. 1-9

Os praticantes do Ho’oponopono afirmam que um problema é uma memória repetindo uma experiência do passado, e que se deve fazer um apelo a divindade para cancelar as memórias que se repetem como problemas. Então vamos expor as dois últimos contrastes entre a Bíblia e esta modalidade havaiana de cura.

O salário do pecado é a morte, mas Deus paga todo o preço

O apostolo Paulo magistralmente afirma que o salário do pecado é a morte, mas ao mesmo tempo ele reconhece as limitações humanas e aponta o caminho do perdão “Cristo Jesus” (Rm 6. 2). O apóstolo dos gentios por vezes se exasperava (Rm 7. 21-24) por esta condição limitadora do humano, mas lembra que o humano redimido por Deus vai se aperfeiçoando mais e mais até alcançar a perfeição em Cristo. Hb 6. 1

A imaginação é que conduz o espírito do homem (Pv 23.7)

Ter uma mentalidade positiva é de suma importância nos dias modernos. Uma simples mudança de pensamento provocará uma mudança de vida. Uma mudança de pensamento pode ser a chave que vai determinar o sucesso de uma pessoa, ser feliz e estar bem com todos.

Então você que está lendo este artigo pensa “opsss, agora peguei o cabra no pulo!” Não pegou. A prática do Ho’oponopono pode ter um efeito mental, mas nunca com poder de salvação, de redimir espírito, alma e corpo. (1 Ts 5. 23). Então chamamos Paulo novamente para ouvir-lo declarar que a prática desta crença havaiana é deixar a mente conduzir o corpo, mas relegar o espírito a último plano. 1 Co. 9

Temas Relacionado:

Ps. Como o segredo de aborrecer é dizer tudo, então digo. Os adeptos, simpatizantes e praticantes do Ho’oponopono, estão deixando de lado o que aprenderam e estão divididos. Entrou dinheiro no negócio. A divisão criou um novo método, defendido pelo artista plástico Al McAllister. É o Ho’oponopono essencial, sem enfeites e agregados, com volta as suas origens. Uauu, fosse de comer ia comprar uma dúzia e encher a pança!

E você, o que pensa disto? Já ouviu falar do Ho’oponopono? Deixe sua opinião na área de comentários.

O que a Bíblia diz sobre o Ho’oponopono     

Tempo de leitura: 6 min