O ministério pastoral (estudos para lideranças)

O mestre Paulo escreveu: E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado. Ef 4. 11-12

Nos meus 30 anos que sirvo a Cristo Jesus, tenho visto e aprendido muito com a obra de Jesus. Porém, por demais é triste constatar que haja fatos que na regra bíblica vemos que está longe de se adequar ao conceito do ministério cristão outorgado por Deus a quem Ele próprio escolheu.

É justamente o que vamos discorrer nestas linhas para esclarecer algumas verdades que poucos não conhecem, ou se as conhecem não se dão por vencidos e querem passar na frente de Deus.

O ministério pastoral é Deus que dá a alguns, v 11; ou seja, todos são privilegiados pelo Senhor em fazer parte da salvação em Cristo (Jo 3. 16), isso se configura a universalidade da salvação a todos os homens.

Quem é chamado ao ministério pastoral

Mas a grande questão é, todos são chamados ao santo ministério pastoral? A resposta é não, isso porque a Bíblia não deixa margem para que se entendam diferente do que há como registro divino. O ministério pastoral é dado a quem Deus Chamou (Hb 5. 4; Ef 4. 11; Jr 3. 15). O Apóstolo Paulo, foi o expoente que o Senhor Jesus inspirou e deu uma capacidade a ele de entender como e o que era o ministério pastoral. E isso ele passou como “ensino” aos novos obreiros e aos que já eram constituídos na Igreja de forma que cada coisa estivesse no seu devido lugar.

O Ministério pastoral, não nasce da noite pra o dia (Mc 3. 13; II Tim 3. 1-12). Há de se ver que alguns estão fazendo o que a Bíblia não nos autoriza, ordenando pessoas ao ministério sem que preencham os requisitos preestabelecidos por Deus ao homem chamado. A luz destes textos que citamos acima são verdades que não podemos fugir as regras ortodoxas do ministério cristão.

O Ministério Pastoral não é para quem diz que é, e sim, a quem Deus disse que é. Ora, o texto de Hebreus é incisivo nesta posição, “ninguém toma para si, esta honra, se não o que é chamado por Deus como Arão”- Heb 5 .4.

O Ministério pastoral não é para os neófitos

ministério pastoral
Créditos da imagem – LifeCoach4God

Dentro dessa lógica paulina (I Tim 3. 6), é de se ver que alguém se faz “pastor”, ao invés de esperar que Deus diga que eles são, e com isso nem sequer querem passar pelas etapas do ministério e chegar ao ápice de sua glória. Um obreiro que não passa pelas etapas do ministério pastoral, não terá como ter uma sustentação fundamentada na Palavra de Deus.

“Neofito” um termo de origem grega “Neo – Novo” ou novato e inexperiente. Aquele que é recém nascido ou formado. É claro que não estamos dizendo que os novos obreiros não devam chegar a ser ordenados ao ministério pastoral. Porém, há uma diferença entre ser novo ou inexperiente. A inexperiência transmite imaturidade e falta de conhecimento experimental no ministério pastoral.

Enquanto, ter experiência é possuir maturidade cristã. E ninguém adquire tal feito se não passar pelas etapas do ministério pastoral. Paulo afirmou isso na carta aos cristãos de Êfeso, dizendo: “… Até que todos cheguemos a unidade da fé, a varão perfeito.”  Ef 4. 11-13.

Não se chegue ao santo ministério de Deus queimando etapas. Há uma onda que nos preocupa muito dentro de alguns ministérios. Refiro-me a falta de estrutura e precipitações por parte de alguns pastores. Quando deveriam ensinar e preparar melhor seus obreiros para no tempo de Deus serem ordenados ao ministério. É triste sabermos que há pessoas intituladas “pastor”, mas não o são por Deus.

E sem contar com a exposição de alguns nas redes sociais como “Facebook” rotulados de pastores. Os jovens devem ser orientados por seus pastores sobre isso, porque eles se acham que são ao invés de se colocar na posição de servos na igreja.

O Ministério pastoral e os jovens

São os jovens que precisam da orientação do ministério. Eles devem ser preparados para no futuro estarem aptos a exercer o ministério que Deus reservou a cada um. Porém, a culpa de tudo isso são de pastores que promovem ou não orientam bem seus obreiros. Alguns que antes se diziam pastores estão desviados porque chegaram à conclusão que não era isso que pensavam.

Temas Relacionado:

Conclusão. Deus tem reservado para cada uma função. Porém, a chamada é peculiar do Senhor para com o homem vocacionado, e não apenas para quem diz que é, mas não foi ainda aprovado por Deus. Disso o mestre Pastor Geziel Gomes nos Gideões Missionário em 2007: “Os homens promovem alguns pregadores, a mídia os fazem famosos da noite para o dia. Porém, Deus leva anos para fazer do homem um pastor escolhido e chamado”.

José Roberto de Melo

Pr. José Roberto de Melo é Bacharel em Teologia, Professor, Escritor e Graduado em Direito

O ministério pastoral (estudos para lideranças)

Tempo de leitura: 4 min