A importância de se estudar teologia

É inadmissível que haja pessoas que sustentem que o estudo da Teologia não tem importância alguma. Esta é uma visão retrograda que desconsidera que estamos vivendo num mundo de mudanças e crescimento na área humana. É preciso que se tenha uma visão relativista de tudo o que nos cerca e que fazemos parte dessa época.

É diferente daqueles dias antes do Renascimento, onde perdurava a ignorância. Não no sentido pejorativo, mas no que concerne a falta do conhecimento. E é justamente nesta visão que conscientizamos alguns obreiros, ou qualquer pessoa que queiram adquirir conhecimento. Isto é, tanto na área bíblica e teológica como secular.

Quem estuda teologia além de obter conhecimento aprofundado das “doutrinas sistemáticas”, obtém uma visão maior no campo teológico. O estudante de teologia adquire conhecimento geográfico, sociológico, cultural, filosófico e bíblico.

O preconceito de cristãos sobre a Teologia

O problema ainda é visto no meio evangélico com certo preconceito. Estudar Teologia para alguns cristãos é correr risco. Há quem afirme que o obreiro ou quem estuda teologia pode se tornar um cristão frio, formalista ou que pode até se desviar da fé. Ora, os textos que citamos neste comunicado são críveis do ponto de vista bíblico e espiritual. Negar a educação teológica é uma estupidez.

Infelizmente há muitos cristãos que estão mais propícios ao fanatismo porque não estudam, muito menos procuram adquirir conhecimento. O mais espiritual não é prova de que a ignorância foi ou será o correto, que o ignorante tem que permanecer na ignorância porque isso expressa ser espiritual.

Precisamos saber que o conhecimento sem o espiritual pode levar alguns ao formalismo. O espiritual sem o conhecimento também pode levá-lo ao fanatismo religioso. Portanto, tudo tem que ter ponderação. Aprendemos estudando e adquirindo o conhecimento, pois é como disse Jesus: “E conhecereis a Verdade, e a Verdade vos Libertará” – Jo 8. 32.

Não podemos admitir que no pleno século XXI, ainda haja cristãos, obreiros e pastores que não têm a visão do reino de Deus. Estão enclausurados em seus templos conformados com a rotina de cultos mal administrados, sem uma linha lógica da liturgia. E passam os anos e nada muda. O povo está estagnado e acostumado com as mesmices. Vivem sem nenhuma perspectiva de crescimento, logo surge a decadência espiritual.

Estudar Teologia é saber as coisas de Deus

teologia

Estudar teologia é se aprofundar e adquirir o conhecimento para um crescimento na Palavra de Deus. Por mais que haja intenções que visem a adequação sistemática, ou que cooperem para o bom andamento da igreja com sua administração, mesmo assim, não podemos nos eximir de que se deve por regra adquirir o conhecimento bíblico-teológico.

Todavia, as inverdades perduram na mente e coração de quem não olha sem perspectiva futurística. Mas quando diferente disso, as coisas andarão de acordo a vontade de Deus. Aprendemos a vontade de Deus através da sua Palavra. Deus revelou sua vontade na sua Palavra, a Bíblia Sagrada.

Vamos analisar alguns pontos, pense você em alguém abrindo a Bíblia num culto onde exista uma multidão. E naquela ocasião o ministrante é um “leigo” na concepção da palavra. E pega um texto obscuro, de difícil compreensão ou sem fazer uma exegese do texto. Aplica-o de forma contundente sem olhar o texto e nem o contexto, e todos os pormenores teológicos, e na ocasião você como participante do culto e conhecendo aquela passagem bíblica fica concomitantemente estarrecido.

Vídeo, como pregar para grandes denominações…

E daí, você sabe que a pregação ou ensino está fora da verdadeira exegese, podemos aceitar como uma verdade revelada de Deus? Bem, se a sua resposta é sim, sinto informar que infelizmente essa é a situação de muitos dentro de suas respectivas igrejas, onde se mutila a Bíblia de forma absurda e a expõem mutilada aos ouvidos de pessoas que precisam ouvir Deus falar. Jr 23.28-29.

Há muita gente se dizendo pregadores e mestres, são pessoas que nunca se sentaram para aprender. Pois, ler livros e sair por ai pregando as idéias alheias é falta de maturidade cristã, quero ver é quem de anos vem labutando e adquirindo conhecimento e tem Deus como seu ajudador. O bom líder tem marcas de maturidade cristã. 

Digo que, um pregador não se faz da noite para o dia, e sim, nos bancos de igrejas onde se ensinam a Palavra de Deus, e nos bancos de seminários, e por fim, começando pela Escola Bíblica Dominical.

O conselho de Paulo ao jovem obreiro Timóteo

Timóteo era filho de Paulo na fé, porém, filho de pai grego. Sua mãe Eunice, e sua avó Loíde, ambas criaram Timóteo ensinando-o as verdades de Deus. Então, fica claro porque Paulo lembra-lhe de tudo o que o jovem obreiro precisava por em prática, o conhecimento que adquiriu na sua infância e adolescência.

Temas Relacionados:

Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem tens “Aprendido”. E que desde a tua meninice sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. 2 Tim 3. 14 e 15-16.

E por fim, diz o Senhor Deus: “Os entendidos, pois, resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a Justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente.” Dn 12. 3.

José Roberto de Melo

Pr. José Roberto de Melo é Bacharel em Teologia, Professor, Escritor e Graduado em Direito

A importância de se estudar teologia

Tempo de leitura: 4 min