Fale para o irmão que está aí do seu lado (evangelho pobre)

Em culto você já ouviu a expressão a seguir, não é mesmo? Diga para o irmão que está aí do seu lado que esta semana vai ser muito abençoada! Falou? Agora vire para o outro irmão e diga: “Jesus está aqui irmão”! Muitos pastores e pregadores andam fazendo e falando cada coisa nos cultos ultimamente? Pai Santo, as pessoas estão perdendo a simplicidade que há em Cristo. 2 Co 11. 3

Fico cá imaginando como é que certos pastores interpretam estes versículos. Certas práticas, embora inofensivas, estão longe de ter respaldo na Palavra de Deus.

Esta prática é uma técnica de PNL (Programação Neurolínguistica), para fixar a aprendizagem por meios de mensagens subliminares, ocorre que há abusos. Nas igrejas os irmãos ficam parecendo aqueles bonecões de Olinda.

Notaram que fiz certa ironia, já imaginou a seguinte cena, o pastor pede “Olhe para o irmão que está do seu lado e diga que ele é bonito” O gaúcho do bigodão e já traumatizado, vai logo pensar: “Misiricredo! Vai pedir isto logo pra mim?”

Há os que defendem a pratica, argumentando que é saudável, pois é a oportunidade dos irmãos se conhecerem, ou ao menos se olharem durante o culto.

Ocorre que muitas pessoas ficam constrangidas com este comportamento. O que era para ser uma benção, torna-se um tormento, pois quem passou pelo constrangimento vai até procurar outra igreja para congregar. O que tem de irmão tomando cotoveladas nos cultos, a toda hora há pastores que pedem “Dá uma cutucada aí no seu irmão e diga que Jesus vai fazer seu milagre ainda hoje”. O irmão aborrecido, pensa logo “Ah, é, e se não fizer posso ir ao Procon?”. Jesus, chicoteia!

“Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo”.

Evangelho pobre, na prática e no conteúdo

irmão

Não concordo de forma alguma com quem argumenta que quem faz isto, o faz por não conhecer a Palavra de Deus. Tenho visto e assistido a ministrações, líderes há que tem um bom lastro espiritual e conhecimentos, mas tem este costume nefasto. Viver com este comportamento é viver um evangelho pobre.

Não encontramos passagem alguma nas Sagradas Escrituras ou algum apostolo profeta ou discípulo de Jesus se utilizando destas práticas, por isto a recomendação de Paulo aos Coríntios para que não se afastasse da simplicidade presente em Cristo.

Recentemente fui a uma igreja. O culto estava maravilhoso, o pastor tem uma boa pregação expositiva, mas a todo o momento ele bradava “Posso ouvir um amém!” Nossa, que coisa aborrecida!

Temas Relacionado:

Concluindo, lembro que o culto deve ser feito de forma racional, com inteligência e acima de tudo espontâneo. (Rm 12. 2), O culto não deve ter amarras de qualquer natureza. O elemento surpresa é de grande destaque, mas o que se torna repetitivo, perde o interesse. A continuidade é uma agressão a alma.

Fale para o irmão que está aí do seu lado (evangelho pobre)

Tempo de leitura: 2 min