Saiba as diferenças entre perdão ou desculpas

Existe uma diferença entre pedir desculpas, ou pedir perdão. Desculpas nós pedimos quando é algo que não conseguimos reparar, como por exemplo, o funcionário que chega atrasado e que agora pede desculpas ao chefe, prometendo assim que possível, excluindo força maior, que ele irá chegar no horário dora em diante. Desculpas é algo que conseguimos consertar. É só querer. Desculpa exige algo. Mas assim como perdão, pode ter consequências que precisam ser reparadas.

Perdão por outro lado é pedido sobre algo que não existe desculpa, não dá para reparar de jeito nenhum, nunca. Um exemplo é um homem que entra na casa de um cristão, mata a sua esposa, estupra a sua filha e a mata e se converte um dia e fica pertencendo à mesma comunidade que o irmão que perdeu a família.

Esse exemplo pode ter acontecido mesmo, se imaginarmos o homem que matou a esposa e estuprou a filha e a matou, como sendo um romano do tempo da Igreja Primitiva, portanto Atos.

Em Atos eles tinham uma comunidade só e pode ter ocorrido que um romano, ou mais de um, tenha feito essas atrocidades, ou pior, e agora se converteu e o irmão cristão precisa perdoar quem destruiu a sua família. Sem entrar nos méritos da coisa. Só quero frisar sobre a diferença entre desculpas e perdão.

Mas quero acrescer à nossa conversa outra maior. Ao pensar sobre o pecado, vemos que Jesus foi morto pelos humanos pecadores. Deus poderia naquele instante ter destruído toda a humanidade, mas resolveu perdoar.

O perdão vem por influencia do amor de Deus

perdão

O perdão de Deus é constrangedor. Deus nos constrange com seu perdão, com seu amor, com sua vontade de nos salvar. Deus nos perdoa, isto é, ele se esquece de algo irreparável feito por nós. Perdão não é pouca coisa, é sobre algo irreparável, irrecuperável.

Se alguém assassinar outrem, ele precisa pagar a sua pena, prevista na lei. Dependendo do problema há consequências, é claro. O nosso perdão é impossível a nós. O perdão que exercemos é emprestado de Deus. Só em Deus, no Espírito Santo é que conseguimos perdoar. Agindo conforme a revelação da Palavra nós podemos perdoar. Mas o perdão não é nosso. Agimos por empréstimo. E por empréstimo podemos perdoar atrocidades.

Uma coisa é dizer que podemos, que está em nós, temos essa capacidade, em perdoar, outra coisa é que iremos de fato perdoar. Devemos, precisamos, é uma ordenança de Deus pra nós. A Oração do Pai Nosso diz assim: “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores”. Mt 6. 12

O perdão é algo incompreensível perante os olhos do mundo. Quem está na carne não entende as coisas do Espírito. Para termos as nossas orações respondidas perante Deus, precisamos perdoar. E perdoar não é perdoar alguém que pisou no nosso pé, isso é desculpar. Perdoamos alguém que acabou com o nosso casamento, que nos desempregou, que matou um ente querido, que dividiu a família.

Temas Relacionado:

Perdoamos algo grave. E que de tão grave, não tem reparação. É tão grave que a respeito disso só podemos… Perdoar. “Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial, vos perdoará a vós.” (Mt 6. 14) E se Deus pode perdoar, eu também posso. Se Ele pode, então eu tenho de poder. E você também.

Paulo Sérgio Lários

Paulo Sérgio é Presbitero, tecnico de informática e escritor

Saiba as diferenças entre perdão ou desculpas

Tempo de leitura: 3 min