Crentes podem torcer por times de futebol?

Futebol, política e religião não se discute” é um dos ditados mais conhecidos e surrados da nossa sabedoria popular brasileira. Este conceito surge da premissa de que estes assuntos por serem polêmicos e acordarem opiniões divergentes e diferentes, então é bom evitar a discussão para evitar conflitos. Os dois primeiros termos andam muitos próximos na boca de cristãos. Leia os versículos abaixo, para depois continuarmos.

“Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” 1 Co 6. 10-12

Religião, futebol e política não se discutem

Vamos lá, quero deixar abaixo alguns exemplos do poder transformador do evangelho conforme estes versículos de Paulo: O sujeito estava na prostituição, vem para Cristo e deixa de se prostituir. O bêbado vem para Cristo e deixa de beber. O roubador vem para Cristo e deixa de roubar

Mas com relação ao Cristo, ele vem para Cristo e continua torcendo por seu time, é como se fosse uma segunda pele. E então abençoado, você me pergunta? Oh, irmão quer dizer então que é pecado? De jeito nenhum, mas devemos evitar todo embaraço que pode prejudicar nossa caminhada cristã.

E deixar de ir à igreja para assistir a um jogo de futebol é embaraço. Leia lá no alto Paulo afirmando que “Todas as coisas me são licitas, mas nem todas me convêm”. Ótimo, então vamos analisar que um jogo de futebol é uma recreação, um passatempo. Ocorre, que somos soldados de Cristo, e se estamos na lida não convém se embaraçar com negócios desta vida. 2 Tm 2. 4 Hb 12. 1

Deus deve ser prioridade na nossa vida, Ele mesmo cobra isto afirmando que sua glória a outro não dá. Coloco este tema em discussão aqui por notar que nos encontros de pastores que participo muitas vezes os abençoados descambam a discutir e a falar de times de futebol.

Não misture as estações

futebol
Papa Francisco, fanático torcedor do San Lorenzo, time argentino

O pastor João Andrade sempre chama a atenção dos demais, lembrando-os que nossa reunião não comporta este tipo de assunto. O fato é que em Cristo somos livres, não devemos abusar desta liberdade.

Gostar e torcer por algum time de futebol nada tem demais, desde que seja com moderação (estou lembrando que futebol costuma vir associado a bebida, esta nos seus anúncios publicitários pede para o consumidor consumir com moderação).

Considero que assistir a uma partida de futebol como a um entretenimento, já frequentar estádios a coisa vai um pouco além, se considerarmos que há uma multidão com gritaria, xingamentos , zombaria e outras coisas que não trazem edificação para o espírito. O que se evidencia aqui é o tipo de sentimentos a que você está exposto. Ef 5. 4

Temas Relacionado:

Concluindo, afirmamos que o futebol é um esporte que tanto deve ser praticado, visto que é um esporte saudável, quanto assistido. mas ressaltamos que a Bíblia recomenda que nós cristãos, quando reunidos devemos fazer tudo para glória de Deus. Ef 5. 15-20; 1 Co 14. 26

Crentes podem torcer por times de futebol?

Tempo de leitura: 3 min