Tem coisas bem piores que a Galinha Pintadinha

Polêmico, corajoso e preciso em suas intervenções, assim é Ciro Sanches Zibordi, a quem sigo no Facebook. Sabe aquele texto que você pensa assim “Puxa vida, gostaria de ter escrito isto!”. Pois é, Ciro escreveu o texto Muito pior que Galinha pintadinha“.

Ciro retrata fielmente o pensamento de milhares de pessoas de bem que andam preocupadas com a onda de licenciosidade e consequente inversão e degradação de valores morais e cristãos presente nos dias atuais e que tem afetado violentamente nossas crianças. Abaixo o texto de Ciro que partilho com você.

Funk ostentação mirim, com direito às mesmas letras provocativas e eróticas e à simulação de promiscuidade do funk ostentação adulto. Pregadores mirins que imitam pregadores malabaristas adultos, empregando chavões, berrando ao microfone e fazendo exigências.

Cantores gospel mirins que se comportam como celebridades. Shows de auditório infantis em que meninas dançam de modo para lá de sensual. Infantes transgêneros.

O que mais falta? Parada Gay mirim? UFC para crianças, com direito a banho de sangue? Festa “rave” infantil? Show das poderosinhas? Será que sou moralista ao extremo em razão de me opor à adultização precoce e desejar que as crianças vivam como crianças, em seu universo de fantasia?

De que valem discursos contra a pedofilia e a exploração infantil ante a tolerância da sociedade, da grande mídia e até das igrejas cristãs ao desrespeito à inocência e à singeleza dos infantes?

A perigosa galinha pintadinha

galinha pintadinha

Aliás, falando em inocência infantil, prefiro mil vezes ver uma criança filha de pais evangélicos assistindo aos DVDs da “perigosa” Galinha Pintadinha a vê-la cantando e dançando à frente da TV o funk evangélico (evangélico?) da dança do pinguim ou outros similares.

Crianças precisam brincar, aproveitando bem a linda e curta fase da infância, em vez de serem submetidas à insana e agressiva adultização precoce. #ProntoFalei — e me sinto bem melhor, agora —, quer gostem, quer não gostem. Ciro Sanches Zibordi

Tem coisas bem piores que a Galinha Pintadinha

Tempo de leitura: 1 min