As relaçoes sociais e as diversas fases da mentira

Vivemos numa sociedade que acredita e prega que uma mentirinha não causa problemas e pode até ajudar em certas ocasiões. Estamos acostumados a ver e ouvir falsidades na televisão, nas revistas, no cinema, na política e, até mesmo, dentro de nossas casas. Quem nunca mentiu? A verdade é que a mentira, infelizmente, faz parte da maioria das relações humanas.

Nos casamentos, nas amizades, no trabalho, o engano está por todos os lados. E até onde não deveria haver mentiras, elas acontecem. O que a igreja e a fé cristã dizem sobre isso? Como a mentira é encarada e interpretada na ótica cristã? É isso que vamos tentar explicar nesse texto. O mandamento do falso testemunho.

Entre os 10 mandamentos que um cristão deve seguir está o de “não levantar falso testemunho contra o próximo”. Esse mandamento deixa claro que a igreja é contra a fraude e as falsas acusações.

Para o cristão, o pecado entrou na vida do homem por meio de uma mentira. Isso aconteceu no paraíso, nos tempos de Adão e Eva. Satanás mentiu para Eva, a enganou e a induziu a comer o fruto proibido. Por isso, Deus é contra o embuste, e abomina os esquemas e trapaças que as pessoas usam para enganar seu próximo em troca de algum benefício.

A mentira na propaganda e na publicidade

mentira
Uma mentira é um fato ou circunstância vista com olhos embaçados ou com extremo grau de miópia

A mentira e a falsidade caminham juntas. Infelizmente, nosso mundo é baseado em propagandas mentirosas, relacionamentos mentirosos e numa grande inversão de valores. O verdadeiro cristão não acredita que existem imposturas pequenas e imposturas grandes, fraudes inocentes e fraudes que podem ferir e prejudicar.

Para o cristão, a mentira é uma só, prejudicial em todos os sentidos, pois exclui a honestidade e a confiança já em sua essência. Antes mesmo de falarmos uma entrujice, a intenção do ato já nos torna pessoas fracas e desonestas. A mentira nunca pode ser boa, ela nunca será construtiva e nunca ajudará alguém a alcançar seus objetivos. Contar uma mentira é como empilhar tijolos sem o uso de cimento, uma hora eles há de cair.

O conceito de embuste é dizer algo contrário à verdade. Na ótica cristã, mentir é pecado, envolve malícia e tem finalidades destrutivas. Quem mente esconde, oculta a verdade e prejudica o próximo. Para a igreja, os cristãos não precisam da mentira para alcançarem seus objetivos. Quem prega mentiras e falsidades, o faz para realizar desejos e cobiças. Apenas a verdade liberta, apenas a verdade é justa e repleta de amor.

Como bem prega a palavra de Deus: “Jesus é o caminho, a verdade e a vida”. Sendo assim, os cristãos devem viver longe do embuste e perto da verdade, que é o próprio Jesus Cristo. Segundo a fé cristã, quem mente para o próximo, mente também para si mesmo.

Temas Relacionado:

A grande verdade incontestável é que, um dia, os mentirosos terão que prestar contas a Deus por seus atos na Terra. É melhor controlar o desejo de mentir e viver na honestidade e na verdade com o próximo, com sua família e com seus amigos. Em todas as relações, devemos buscar a verdade, pois só assim conseguiremos ser felizes!

As relaçoes sociais e as diversas fases da mentira

Tempo de leitura: 2 min