A verdade que você não sabe sobre Benny Hinn

É eu sei, mas não consigo ficar calado, ou melhor, não consigo ficar sem dar umas “tecladas”. Estou aborrecido, muito aborrecido com o que presenciei hoje em um evento de Café de Pastores. O evento é um desdobramento da 5ª edição do Congresso Fogo de Avivamento, que acontece no Ginásio da Portuguesa, com participação do Deputado Federal Marco Feliciano e do pastor Benny Hinn.

Natural que em eventos desta natureza haja uma grande afluência de cristãos, pessoas que querem ouvir a voz de Deus, que querem prestigiar os “servos de Deus”. Fui convidado a ir ao evento por um amigo, nos posicionamos na primeira fila, próximo do altar.

Primeiramente falou Marcos Feliciano, mas estranhei quando dadas as circunstancias apressou-se para que Benny falasse, parece que estava indo tirar o pai da forca. É, eu sei, não deveria falar, mas mesmo ouvindo “Cala a boca Magda!”, falo. Faço-o por ver um povo sendo explorado.

Quem está lendo este artigo, logo exclama “Mas que cabra enrolado, fala logo sujeito!” Ta bom, eu falo! O apostolo Agenor Duque, anfitrião do evento antes de franquear a palavra a Benny Hinn abriu a Bíblia na seguinte passagem, lendo-a:

“Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo. E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão”. Mt 10. 41-42

Lideres craques em sugestão mental

Benny Hinn, homem de Deus ou golpista

Estremeci! Pois imaginava o que viria, afinal não era a primeira vez que via alguém usando um texto da Bíblia para sugestionar os fiéis. (É FORTE). Ato contínuo, Duque pegou algumas canetas, afirmando que cada pessoa que pegasse um daqueles objetos iria doar R$ 1.000,00. Eram 23 canetas. Depois surgiram outras canetas que correspondia à doação de R$ 500,00, foi seguindo até chegar a R$ 50,00.

Já vi e ouvi pastores chorarem na televisão, lançarem toda sorte de badulaques para vender aos fiéis. Agora mesmo o pastor Valdomiro Santiago vende “Um tijolo para obra de Deus, por modestos R$ 200,00. Uma coisinha mixuruca de plástico. Que troço caro! Pra mim não serviria nem pra utilizar no chaveiro.

O pastor usou um texto bíblico para conclamar aos presentes a fazer uma oferta ao pastor Benny Hinn. Tudo era aceito, cartão de crédito, cheque, dinheiro em espécie e até jóias, pois uma senhora subiu ao altar para ofertar umas pedrarias. E porque eu sei? Eu estava lá…

O método utilizado foi sugestão mental. Foi dito aos ofertantes que caso ofertasse ao ilustre “profeta”, então quem estava doando estaria abençoado. Ora, faça-me o favor! É a mesma coisa afirmar que as bênçãos de Deus estão atreladas a doação deste ou daquele valor. Que nome se dá a isto? Olha, deixa de ser malcriado, vê lá o que vai falar, hein? Não precisa responder…

A julgar por este critério, saiu de lá um monte de gente sem serem abençoadas, pois não possuíam o valor solicitado para “doar”. E tenho certeza que ouvi bem, entendi bem. Compreendi que Deus só abençoa se você doar.

Mas, quem é Benny Hinn?

Toufik Benedictus Hinn mais conhecido como Benny Hinn é um famoso expoente da Teologia da Prosperidade. Hinn tem uma prática estranha de jogar o paletó em cima das pessoas fazendo-as cair ao chão. Será que tem um tijolo no bolso do paletó? Unção do Espirito Santo não pode ser.

Nunca vi ou li de Paulo ou qualquer outro personagem biblico tenha feito assim. Claro, que pensando assim, estou limitando o poder de Deus, mas a pretensa unção de Benny Hinn deixa as pessoas desmaiadas e então foge do padrão bíblico de culto racional, perfeito e agradável a Deus.

Hinn faz acepção de pessoas ao afirmar que a pobreza é uma maldição. Ignora que condição sócio econômico não é fator impeditivo para alcançar a salvação em Cristo. Benny Hinn tem uma filosofia ilusória e mortal que torna mais difícil a entrada das pessoas no céu ao pregar a prosperidade em detrimento de santidade, arrependimento e reconciliação com Deus.

Na visão de Hinn, o evangelho deve ser um negócio que apresente lucros. Agir assim é esquecer das promessas de Deus e achar que o dinheiro pode tudo. Mas, deve ser por isto que este cabra quando quer dinheiro vem ao Brasil, né não?

Pastores ricos e Evangelho pobre

Hoje há pastores cheios da grana, a ponto de a Revista Veja recentemente trazer uma reportagem intitulada “Profissão Pastor”. Foi uma gritaria contra a reportagem. Bem, aqui, pela quantidade imensa de leitores que tenho (seis no total. Alô mamãe, vê se comenta aí na bagaça!), cinco vão protestar.

É esta voracidade dos pastores por dinheiro, este atropelo do bom senso que tem levado as igrejas (não falo do cristianismo em geral, pois o troço não está generalizado) a apresentarem lideranças mais preocupadas com o dia de amanhã, preocupadas com o dinheiro do que com a ética e os valores morais do Evangelho.

Há pessoas que ficam ensimesmadas com a credulidade dos cristãos que acreditam na inocência de pastores e lideres eclesiásticos denunciados por mau comportamento, tudo com farto material e inúmeras evidências. Isto se deve por falta de leitura bíblica e fundamentação teológica. Ademais a falta de um espirito critico contribui para que tudo seja aceito pacificamente. Mas o mais agravante é que as pessoas tem preguiça de pensar, de argumentar, então terminam involuntariamente por constituírem-se em advogados do Diabo.

Enquanto pastores vão explorando a boa fé das pessoas, sugestionando-as a ofertarem o que possuem, o Evangelho vai ficando mais pobretão. Mas, volto ao assunto principal, o que me propus registrar. Benny Hinn precisava daquele dinheiro? Não, não, não. Não precisava! E afianço porque não precisava, vamos por tópicos:

1 – É sabido de todos que qualquer pessoa convidada para um evento tem as suas despesas de hospedagem, translado e alimentação, pagas por quem o convidou.

2 – Benny Hinn seguramente não veio de tão longe por amor à obra de Deus, não queira me fazer acreditar nisto 🙁

3 – Benny Hinn seguramente é um homem de condição financeira estável, ou eu to errado, ajuda aí pow!

O macaco sentou em cima do rabo

Curioso é que uma onda de moralidade costuma aparecer na vida de pessoas que incorrem nestas coisas, estão sempre prontas a apontar o dedo e acusar a outros dos mais variados pecados. Fala da igreja A, depois do líder B, mas estão por caminhos e trilhos igualmente tortuosos.

Não entendeu, quer um desenho? Falo a pessoas inteligentes.  Prossigamos, tem algumas coisas que minha cabeça dura não entende, novamente vamos por tópicos:

1 – Houve pessoas que doaram através do Cartão de Credito, estes valores depois de devidamente creditados vão ser enviados a Benny Hinn? Calma, é apenas curiosidade, não quis ofender os puritanos de plantão.

2 – Benny Hinn aprova este tipo de coisa, ou o tilintar das moedas e verdinhas aquieta a sua consciência de homem que dá “Bom dia Espírito Santo”?

3 – Pastor Benny Hinn necessita de guarda-costas brutamontes que empurram pastores que querem se aproximar dele?

4 – Um pastor vindo da Argentina e que fora convertido das drogas a Cristo numa das Cruzadas de Benny Hinn, estava presente no Café de pastores, se aproximou do altar, deu seu testemunho, com as mãos apoiadas estendidas na beira do altar, solicitando que Sua Santidade tocasse em suas mãos… Sua Santidade nem piscou. Vai ver estava pensando na morte da cabrita.

Não imite jamais a Benny Hinn

Atualizando o post: A informação abaixo está no Blog do Genizah, relata uma agressão do filho e seguranças de Benny Hinn a um deficiente visual. Deixo aqui apenas a chamada.

Temas Relacionado:

Manaus – Joshua Benjamin Hinn, filho do pastor norte-americano Benny Hinn, juntamente com os seguranças Caleb Andrew Shirk e Konstantins Konstantinovs foram presos em flagrante por policiais militares, acusados de agredirem com socos e pontapés o deficiente auditivo Hestepheson Marques Araujo.

A verdade que você não sabe sobre Benny Hinn

Tempo de leitura: 6 min