A natureza perversa dos homens os afastam de Deus

Jesus Cristo é o único que disse: “Quem dentre vós me acusa de pecado?” Infelizmente nenhum dos homens pode dizer o mesmo. O salmista disse: Deus olhou do céu a terra, e não viu um justo sequer, pois todos se desviram. Nós pecamos por natureza – Sl 14. 1-2.

O que quero dizer com isso é que, alguns se julgam superior aos demais, mas só essa ação já um desvio de conduta, porque expressa ar de superioridade. Diante de Deus todos somos iguais.

A natureza perversa dos homens os faz está afastados de Deus, pois o Senhor abomina o arrogante e soberbo. João, o apóstolo do amor disse: “Quem pensa ser alguma coisa e não sendo nada, engana-se a si mesmo”.

Os maiores problemas da humanidade, como as guerras, decorre porque alguém sempre quer ser ou estar por cima. E esse estigma é uma forma de ditadura implantada por Satanás para levar os homens a pensar que são superiores a Deus. Não vamos longe, existem até mesmo no meio da Igreja pessoas que jamais deveriam agir ou pensar assim, pois já tem a sua natureza mudada se é que a tem – Rm 12. 1-3; 2 Cr 5. 17. Mas por que agem assim?

Sem Deus, a natureza adâmica se manifesta

natureza

É fácil a resposta, tudo porque o pecado desviou o caráter do homem. Enquanto o homem está na direção de Deus ele pensa de forma que isso que se exterioriza está sob a direção do Senhor. Porém, quando não há a plena operação do Espírito Santo na vida do homem, a velha natureza adâmica se manifesta. Então, tudo o que amável, solidário, se torna inúteis. “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais qualquer coisa, fazeis tudo para a Glória de Deus”!

José Roberto de Melo

Pr. José Roberto de Melo é Bacharel em Teologia, Professor, Escritor e Graduado em Direito

A natureza perversa dos homens os afastam de Deus

Tempo de leitura: 1 min