A Harpa Cristã sumiu dos cultos

Gente, que saudades! Matusalém e eu estamos com muitas saudades dos hinos da Harpa Cristã, que eram lembrados e cantados nas igrejas cristãs, principalmente nas Assembléias de Deus. O que foi? Na época de Matusalém não existia os hinos da Harpa Cristã, é isso que você me lembra? Eu sei! Estou apenas lembrando que naquela época (e nem passou tanto tempo assim, foi no século passado), não vivíamos esta modernidade que assola a Igreja Cristã, esta vivência de soluções práticas e tecnológicas que temos a disposição. 🙁

O que foi? Não estou chorando, estou é lavando os olhos por dentro! E se choro, é de saudades dos tempos em que a liturgia do culto era respeitada. Hoje, estão oferecendo fogo estranho no altar. As coisas boas estão sendo pouco a pouco abandonadas. No Antigo Testamento a liturgia determinava que se tirasse o pão velho para colocar se colocar o novo. 1 Sm 21.6

Muitas vezes fiz a abertura dos cultos cantando o Hino 243 da Harpa Cristã, era quase uma obrigação, uma tarefa imposta pelos pastores dirigentes.

Você quer relembrar como começa? Eis aí abaixo a primeira estrofe: “Nós abrimos este culto em Teu nome, ó Jesus Cristo! Ao pequeno e ao adulto, luz divina vem dar por isto. Gozaremos em Tua face, ó Cordeiro ressuscitado, com doçura, sim, nos enlaces, pra ouvir o que nos for dado”.

A Harpa Cristã foi esquecida num banco qualquer

harpa cristã

Hoje está havendo uma inversão de valores, estão abandonando os hinos da Harpa Cristã na celebração dos cultos, em seu lugar músicas – Gente, me desculpe, mas estou em dúvida se gargalho ou choro – que afirmam estarem “afinadas” com a modernidade. Para fazer bonito e apresentarem uma roupagem atraente criaram um rótulo “Gospel”.

As mais diferentes coisas do Capiroto vem com este rótulo “Funk Gospel”, “Rap Gospel” e outras coisas cabeludas que estão introduzindo nas igrejas. (Não estou me referindo às partes íntimas das irmãs, pois uma coisa que anda vendendo bem é Gilette, né não? Ihh deixa de maldade. Oh, alma sebosa!).

Mas quase me desviava do assunto principal, a magnitude da Harpa Cristã. Este ano o querido hinário nacional completa 91 anos (março de 2013). Durante todo este tempo foi e continua sendo um alicerce doutrinário, um farol a iluminar os primeiros anos do Pentecostalismo no Brasil.

Havia nos primórdios das Assembléias de Deus um grande numero de analfabetos. Pessoas que criam e seguiam a Jesus e que tomavam conhecimento da doutrina cristã através dos hinos que comumente eram entoados nos cultos e celebrações religiosas.

Pastor Paulo Leivas Macalão, o príncipe da Harpa Cristã

Foi um exemplo seguido das Escrituras (At 15. 21). Havia um cuidado rigoroso na composição e admissão de cada um dos hinos, sendo estes analisados meticulosamente a luz das Sagradas Escrituras. Homens santos e queridos a exemplo do Pastor Paulo Leivas Macalão, fundador do Ministério de Madureira em Bangu (RJ). Macalão era musico violinista, daí a facilidade de compor, o que resultou em inúmeros hinos da Harpa Cristã, bem como haver traduzido muitos outros da igreja nórdica trazidos pelo missionário sueco Samuel Nyström.

Outros pastores igualmente ofertaram a sua contribuição a construção de nosso hinário. Sei que cometo uma tremenda injustiça não elencar o nome de cada um deles aqui, mas estou perdoado, em vista de que não me propus a fazer um histórico deste tema, apenas relembrar o esquecimento das nossas raízes. Queira Deus que nossas igrejas redescubram a beleza e simplicidade dos hinos da Harpa Cristã.

Neste site da Harpa Cristã, há um breve resumo do nosso querido hinário e a possibilidade de ouvir todas as composições, sendo possível fazer download dos arquivos. Abaixo um vídeo sobre a Harpa Cristã.

Eles foram para os braços de Deus cantando

A Harpa Cristã foi de fundamental importância na vida de muitos cristãos. Há casos de pastores que partiram para a glória entoando hinos do querido hinário. O querido pastor Eufrásio (Assembléia de Deus Ministério Belém – em Jardim Paulistano), faleceu em cima do púlpito cantando um hino da Harpa, o primeiro daquele culto de domingo. Partiu…

Boa parte da igreja sabia da partida dele através de revelação do Espírito Santo, sendo que Deus lhe deu a honra de também saber o momento e o dia, e assim foi. Passados muitos anos temos uma saudosa lembrança do Pastor Eufrásio. E por que eu sei? Eu estava lá. Ainda hoje quando o fato é lembrado, há pessoas que choram.

Há exatos três anos dois pastores morreram em um acidente automobilístico em um trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica no Espírito Santo. O caso deixou emocionados os bombeiros e curiosos pelo inusitado da cena; as vitimas presas nas ferragens e ensanguentadas, cantavam o hino  187 da Harpa Cristã Mais Perto quero estar.

O portal Gospel + assim finalizou a noticia: “Aos poucos suas vozes foram silenciando-se para sempre. As lagrimas tomaram conta dos bombeiros, acostumados a resgatar pessoas em acidentes graves, porem jamais viram alguém morrer cantando um hino; como foi o caso dos pastores Nelson Palmeiras e João Valadão”.

Estou emocionado com este relato. Também apreensivo! Tudo leva a crer que, o que levou o acidente a apresentar vítimas fatais foi a imperícia e imprudência do caminhoneiro.

A indiferença oculta o perigo

No caso do desaparecimento da execução dos hinos da Harpa Cristã das nossas igrejas, soma-se a indiferença, o abandono da doutrina pura e cristalina que jorram de suas letras abençoadas. “Tudo isto acontecendo, e eu aqui na praça, dando milho aos pombos”. Ronnie Von.

Temas Relacionado:

É isto, em termos de louvor algumas igrejas de hoje estão dando migalhas, jogam milho aos crentes, como se estivesse distraídos, numa praça qualquer, alimentando pombos. Maldito aquele que faz a obra de Deus fraudulosamente. Jeremias 48.10

A Harpa Cristã sumiu dos cultos

Tempo de leitura: 4 min